25.11.10

Jealous Guy

Acredito que clássicos recebem esse nome por alguma razão. São modelos, pioneiros, influenciam ou aperfeiçoam. Para mim, toda a criação de Shakespeare se enquadra nessa categoria. Otelo não seria diferente. Agora imaginem a minha vibração quando precisei fazer um trabalho sobre esse livro na matéria de direito penal. Assim resolvi compartilhar a parte que me coube na tese de defesa. A análise psicológica do mouro mais pop da literatura. Só lembrando que a tese vai ser oral, por isso é um texto coloquial. E não deu tempo de revisar a ortografia. Sorry, depois eu corrijo.

DA INIMPUTABILIDADE
Otelo foi aceito pela sociedade veneziana por seus dotes militares. Conhecimentos forjados através de anos de guerra, como ele mesmo cita: “pois desde que estes braçoes alcançara a força de sete anos, até agora (...) tão somente se empregaram às ações dos campos abarracados.” Desde a sua infância ele vive nesse ambiente instável de guerra. Todos os dias pilhas de cadáveres, mutilação e perigo.

Hoje em dia realiza-se muitos estudos sobre o pós guerra dos combatentes, especialmente o efeito devastador que a guerra teve sobre seu estado psicológico. Encontrou-se um fenômeno comum entre eles, o Transtorno do Estresse Pós Traumático. Uma doença mental que aflinge a todos que passam por experiências traumáticas. Alguns superam, outros não. Ninguém nessa sala nunca esteve em uma guerra para saber como é enterrar os pedaços dos seus amigos, daquele com os quais você tomou café no mesmo dia. Porque naquela época o armamento erabasicamente espadas e lanças. Você esquartejava seu oponente vivo. Os seres humanos são criados para suportarem, sobreviverem a alguns traumas. Mas a existência de vários e de tamanha intensidade, causa a perca da capacidade de absorvê-los. Como diz o psicoterapeuta Edward Tick, autor do livro “War and the Soul”, “suas ansiedade e frustações aumentam e ele gradualmente perde o controle”. O sujeito torna-se incapaz de assimilar fortes emoções.

Imaginem o impacto do ciúme sobre uma pessoa já fragilizada com essa doença. O impacto da traição da amada e do melhor amigo. É inadmissível considerar que ele teria os mesmo sentimentos de homens comuns. Fragilizada pela sua infância difícil e pelo preconceito social, sua mente era propicia para o desenvolvimento do ciúme patológico. Quando Iago o induz a duvidar e imaginar a traição, o réu chega a ter ataques epiléticos. Essa é uma reação de uma pessoa normal frente ao ciúmes? Devido a esse transtorno o acusado é atingido pela paranóia que é definida como delírio interpretativo. Na paranóia, os limites entre a fantasia e a realidade exterior são confusos. O individuo passa a ter alucinações. Se em nós o beneficio da dúvida já é devastador, como poderemos exigir que um doente resistisse as suposições e provas de Iago.
Feitas essas considerações, será que se pode afirmar que o indivíduo inebriado por um ciúme doentio, que mata o objeto de seu desejo impulsionado por devaneios e ideias surreais, em meio a uma névoa de sentimentos tormentosos era, ao tempo da ação, inteiramente capaz de entender o caráter ilícito de sua conduta e, entendendo, se autodeterminar de acordo com este entendimento.


O código penal entende que não e classifica esse sujeito como inimputável no seu artigo 26. Porque a pena privativa seria prejudicial ao individuo e de pouco adiantaria para a sociedade, uma vez que ele não receberia atendimento correto em complexos prisionais regulares. Apenas através da absolvição o réu poderá ter acesso a um tratamento ante ao seu verdadeiro problema e uma verdadeira resocialização.


JEALOUS GUY - ELVIS PRESLEY

21.11.10

Amanheceu, que bom que a noite passou.



Pinte a sua vida. Sonhe com as pedras ladrilhadas. Escolha as cores das flores. Um sol quente. Uma brisa primaveril. Agora veja tudo desmoronar. Sinta o seu coração acelerar. Todas as suas expectativas longe, longe. Você olha para o céu e tudo o que você esperava alça vôo.Tudo o que você queria agora é somente mais uma utopia, um conto de fada sem magia. Mas Deus está com você. Sua alma se dissolve. Não há mais certezas. Só vento, vento. E com ele você pousa em um jardim. Há uma árvore a beira do riacho, há um rouxinol que canta. Suas escolhas agora são alucinações de um futuro mais-que-não-perfeito, desenhos de crianças, cópias pobres e malfeitas do caminho perfeito de Deus.

"Deus é a minha fortaleza e a minha força, e ele perfeitamente desembaraça o meu caminho." II Samuel 22:33
VALER A PENA - KLEBER LUCAS

4.11.10

We don't need no education


Como as coisas funcionam na vetusta Faculdade de Direito:

LEI Nº 1, DE 01 DE JUNHO DE 2010.

Dispõe sobre as perguntas dos alunos em sala de aula.

A Vontade-Geral-da-Turma – Entidade superior e inquestionável da turma de
Direito Noturno da UFG 2010-2014, usando das atribuições que lhe foram
conferidas pela Vontade Divina desde tempos indeterminados;

Considerando que o corredor não poderá desaparecer de repente senão por
desastre;

Considerando que os professores invariavelmente passam pelo corredor após
saírem da sala de aula;

Considerando que por mais dedicados e interessados que sejam todos os alunos
da turma, somente uma minoria se dispõe a permanecer após o horário das
aulas;

Considerando a necessidade de regular a exteriorização do pensamento em
forma de perguntas;

Considerando que compete à Vontade-Geral-da-Turma estabelecer limites no
âmbito da sala de aula e eventualmente fora dela; determina:

Art. 1º Fica proibido qualquer tipo de exteriorização do pensamento dos
alunos a partir dos 5 minutos finais de cada aula.

§ 1º Excetua-se desta proibição a exteriorização do pensamento que não for
dirigida aos professores ou aquelas que possam gerar benefícios aos alunos.

§ 2º Para as aulas do professor Saulo, a proibição se inicia a partir dos
10 minutos finais de suas aulas.

§ 3º Esta proibição é válida para qualquer ambiente onde haja a reunião de
pelo menos 5 alunos e 1 professor e exista horário determinado para o fim da
reunião.

§ 4º Quando não houver horário determinado para o fim da reunião, fica
proibido qualquer tipo de manifestação do pensamento a qualquer momento,
excetuando-se os casos descritos no § 1º desta lei.

Art. 2º O descumprimento desta proibição constitui infração acadêmica
grave, punível com ofensas pessoais e cascudos.

§ 1º Cada aluno que se sentir prejudicado tem direito há uma ofensa e um
cascudo para cada trinta segundos que o professor permanecer respondendo ou
comentando a exteriorização de pensamento objeto desta punição, contando com
o mínimo de uma ofensa e um cascudo por aluno prejudicado.

§ 2º As punições serão aplicadas para cada exteriorização infeliz, sendo
cumulativas.

§ 3º O prazo para aplicação das punições é de três dias, podendo o
infrator ser enquadrado em novas infrações neste período, sendo estas também
cumulativas.

Art. 3º Os casos omissos serão dirimidos pela Vontade-Geral-da-Turma.

Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

VONTADE-GERAL-DA-TURMA

WE DON'T NEED NO EDUCATION - PINK FLOYD

1.11.10

Blue Sued Shoes

Minha mente delirante anda vagando pelo mundo música. Essa, na verdade, é uma condição irremediavelmente constante da própria. Nesses dias de sol, nesses dias de chuvas, e as vezes sol e chuva, deparei-me com uma banda e uma cantora que sempre me encantaram. Encontrei o novo álbum de ambos. Dou um crédito especial para os que se reiventam. E como vocês poderão conferir THEY ROCK! É importante ressaltar que passei deliciosas horas tentando destacar a música que mais gostei de cada trabalho.

Leeland com o álbum Love is On The Move.


Desde a criação dele, em 2009, já se passaram muitas águas. Inclusive a do Tietê, porque eles andaram fazendo uns showS por aqui.Isso gente! E eu perdi. Andava achando nossa velha Goiânia Rock City tão pop. Mas o fato é que só descobri esse álbum por agora. Pra quem não conhece antes de baixar as músicas ouça Tears of the Saints, uma das melhores músicas que já ouvi. A música acima é a New Creation, quem me conhece sabe que é a minha cara. Adorei a batida do violão e tudo mais. Devido ao meu "amplo" conhecimento musical, limito-me a essa observação.


video

Brooke Fraser e o seu Flags


Além de suas participações no ministério Hillsong, ela segue uma carreira solo. O som foge do convencional: é uma mistura de country, pop, indie, de tudo. A escolha da música foi a coisa mais difícil que fiz no dia. Altamente recomendado. Baixem, ouçam, devorem! A Something in The Water foi escolhida pelo seu clipe, não ficou uma graça?!



video

BLUE SUED SHOES - ELVIS PRESLEY